Por que precisamos de Missão Impossível nas Telonas??? | Artigo

Sabe aquele filme com poucas palavras, mas de altíssima adrenalina??? Com roteiros medianos, mas que nos prendiam as poltronas??? De histórias um tanto questionável, mas de heróis icônicos, com ótimos bordões???

Você é a doença, e eu sou a CURA!!! Sylvester Stallone em O Cobra (1986).

Stallone/Cobra – Reprodução

Ehh!!! Quase extinguimos os filmes popularmente categorizados de Ação, e nós “ajudamos” isso acontecer.

Nas décadas de 80, 90 e nos primórdios dos anos 2000, era comum as múltiplas exibições de filmes categorizados de ação. Neles, criávamos um sentimento de fã, inclusive, ligando o ator às franquias, por exemplo: Arnold Schwarzenegger – Conan, o Bárbaro/Exterminador do Futuro; Sylvester Stallone – Rambo/Rocky Balboa; Bruce Willis – Duro de Matar; Mel Gibson – Máquina Mortífera; Jean Claude Van Damme – O Grande Dragão Branco; Steven Seagal – Rede de Corrupção, e é claro, não poderíamos esquecer do espetacular Chuck Norris – Braddock.

Arnold Schwarzenegger/O Predador/FX – Reprodução

Contudo a nossa realidade é bastante diferente. Não se sabe ao certo para a baixa produção de filmes, tidos de ação; talvez a fórmula se cansou, ou a baixa qualidade dos filmes, ou o politicamente correto tenha arregimentado gerações, impedindo de crianças, jovens de assistirem filmes “inapropriados” para faixa etária, ou, uma simples mudança de pensamento modista.

Jean Claude Van Damme/Dragrão Branco – Reprodução

É bem verdade que alguns artistas supracitados tentaram criar e recriar franquias, onde identificamos que seus corpos e mentes não evoluíram para o atual momento, com raríssimas exceções – E as cito: John Wick e O Protetor (Me perdoem se esqueci algum bom filme feito recentemente). E diante disso, as vezes ficamos na Bad…. Principalmente, quando assistimos aquele ator preferido de nossa juventude, em papéis medíocres, pobres, e de baixa qualidade cinematográfica – Por favor! Não me façam citar os filmes ruins aqui.

Keanu Reeves/John Wick – Reprodução

Em julho, mês de fundação do Portal de Notícias SiriNerd, estreou um filme que traduz bem os sentimentos do fã de filmes ação – Missão Impossível 6: Efeito Fallout. É bem verdade que o próprio Tom Cruise e a franquia encaixam-se em todos os pontos onde outros fracassaram, mas as três últimas tramas deram sinais de como os filmes de ação tendem a se adaptar ao novo mundo, sem esquecer o que de fato são – puro entretenimento e epinefrina.

Denzel Washington/ O Protetor – Reprodução

Efeito Fallout, o último filme da franquia MI, foi intenso, frenético, de trama, roteiro e personagens bem desenvolvidos. Cenas de ação de tirar literalmente o fôlego, envoltos de uma trilha sonora saudosista, incrível. Características que tornam filmes de ação inesquecíveis a uma geração e por fim, de ótima crítica e bilheteria.

Logo, MI6 poderá servir de esteira para próximos lançamentos. Torcemos mesmo, não apenas para que essa categoria volte ao lugar merecido nas telonas, mas principalmente em nossos corações.

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga nos no Instagram!!!

E continue acessando o nosso Site…

 

Por Amauri Alves

2 Replies to “Por que precisamos de Missão Impossível nas Telonas??? | Artigo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *