VII Feira Asgardiana: “A Noiva”, “O Recife Assombrado”, veja o que mais aconteceu naquele dia | Notícias

Pra quem não pôde ir a VII Feira Asgardiana, perdeu o melhor da “Nona Arte” da região, mas não fique triste, lhes apresentaremos as novidades do evento, organizado pelo dono da Banca Guararapes, que leva o selo da HQ Guararapes, Orlando “Odin” Oliveira.

Primeiro, batemos um papo com Leonardo Menezes (37), ilustrador das quarta e quinta edições da saga “A Noiva”, escrito por Eron Villar e também com desenhos de Thony Silas. Léo nos contou um pouco sobre a trama, repare aí: “Ambientado no período da Revolução Pernambucana, A Noiva remonta o romance entre Maria Teodora e Domingos José Martins, este último, um dos heróis daquela Conjuração”. Léo ainda pontuou sobre a fragilidade do brasileiro não conhecer os nossos heróis que não vestem capas, mas foram importantes para sermos o país que somos: “A grande proposta da Saga “A Noiva” é trazer os heróis desconhecidos, mas muito importante para os movimentos libertários e sociais de nosso país”, esclareceu o ilustrador.

  • VII Feira Asgardiana: Simplesmente a maior feira de quadrinhos ao ar livre de Pernambuco Saiba Mais.

O nosso trabalho também continuou com o Jornalista Roberto Beltrão (51), roteirista, escritor, e um dos criadores do projeto: “O Recife Assombrado”, que ganhará uma adaptação as telonas em breve, veja o teaser – trailer do filme:

Beltrão não conteve a alegria em contar como a proposta de um simples documentário alcançou uma ideia ainda maior, repare: “A princípio o trabalho [O Recife Assombrado] seria um documentário, quando levado a ANCINE, o departamento comprou a ideia, mas teríamos que transformar num filme de ficção”. E sobre a experiência de ver o seu projeto ganhar as telonas, o jornalista falou assim: “Olha! É gratificante… Não tem preço nenhum, e o que será mais legal, é que ainda farei algumas pontas no filme, como o Stan Lee é pra Marvel”, pontuou o roteirista.

Também conversamos com o escritor e ilustrador Pedro Ponzi (42), que nos apresentou o seu trabalho, o artesanal, “Zine Tubarão” que através de um conjunto de histórias, retratando bem a injustiça social tão presente em nossa Cidade, com ilustrações de protesto, mesclado ao misticismo contemporâneo e recifense, o “Zine Tubarão” é uma boa pedida.

Com uma pegada mais “Dark” apresentamos o projeto “Sombras do Recife” da escritora, quadrinista e pesquisadora Roberta Cirne. O Recife “macabro” é apresentado de maneira única, com um tom perfeito ao amante de histórias de terror. E se você quer conhecer mais sobre o projeto, tratado como um dos melhores materiais apresentados na CCXP 17, vocês podem acompanhar no: www.sombrasdorecife.com.br.

Roberta também possui inúmeros outros trabalho, entretanto não podíamos deixar de fazer uma pergunta “indecorosa” a ela, qual dos personagens ela mais ama em suas histórias, repare: “Olha… Eu gosto de todos, mas posso destacar o “Papa Figo” tão presente em nosso ideário popular, em nossa cultura”, pontuou Cirne.

A Sétima Edição da Feira Asgardiana, que leva o selo da HQ Guararapes foi incrível, e certamente deixará saudades.

O que você achou dessa notícia??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top