Ludi Lin fala sobre a autenticidade do novo Mortal Kombat

Estamos ansiosos pelo filme Mortal Kombat da Warner Bros., e o astro Ludi Lin que interpretará Liu Kang na trama falou ao ComicBook sobre o que podemos esperar do longa, com destaque para a chamada “autenticidade” quanto ao designer e obra adaptada.

Acho que nunca trabalhei com alguém tão sério [quanto o diretor Simon McQuoid] sobre ser autêntico para outra cultura”, disse Lin. “Na verdade, conversamos sobre [Kung Lao] antes de [Max Huang] aparecer e ele estava tão obcecado por saber de qual dialeto é o nome de Kung Lao? É mandarim, é cantonês? Ele realmente queria escalar alguém que pertença a exata nacionalidade, que tenha a origem certa, a etnia certa, a formação certa, e tudo isso para cada personagem”.

Lin disse ainda que acredita que a diversidade dos personagens que aparecem em Mortal Kombat é uma das razões pelas quais a franquia continuou a ressoar com os fãs por tantos anos.

E a coisa sobre Mortal Kombat que me impressiona, eu estava pensando, por que o jogo passou por 11 iterações diferentes? São os personagens,” ele explicou. “É uma mistura tão diversa de personagens. E eles são todos tão interessantes, certo? E neste filme, há tantos tipos diferentes de pessoas, de diferentes etnias, de diferentes origens e diferentes experiências, e realmente representa o mundo.

Falando em nome dos outros membros do elenco de Mortal Kombat , Lin também disse que essencialmente que todos os outros que trabalharam no filme gostaram de colaborar com outras pessoas de diferentes regiões e culturas.

O elenco sente isso e parece certo. É muito confortável estar integrado a um elenco, colegas de trabalho e amigos de lugares diferentes e não temos conflito, nem luta. Estamos apenas tentando contar uma ótima história, você sabe ?Lin discutido.

Sinopse: “Em “Mortal Kombat”, o lutador de MMA Cole Young, acostumado a levar uma surra por dinheiro, não tem conhecimento de sua herança – ou porque o imperador de Outworld, Shang Tsung, enviou seu melhor guerreiro, Sub-Zero , um Cryomancer de outro mundo, para caçar Cole. Temendo pela segurança de sua família, Cole vai em busca de Sonya Blade na direção de Jax, um Major das Forças Especiais que carrega o mesmo dragão estranho com a qual Cole nasceu. Logo, ele se encontra no templo de Lord Raiden , um Elder God e protetor de Earthrealm, que concede santuário para aqueles que carregam a marca. Aqui, Cole treina com os guerreiros experientes Liu KangKung Lao e o mercenário desonesto Kano, enquanto se prepara para enfrentar os maiores campeões da Terra contra os inimigos de Outworld em uma batalha de alto risco pelo universo. Mas, Cole será pressionado o suficiente para desbloquear seu arcano – o imenso poder de dentro de sua alma – a tempo de salvar não apenas sua família, mas de impedir Outworld de uma vez por todas?

Simon McQuoid dirige o filme a partir do roteiro de Greg Russo e Dave Callaham (“Mulher Maravilha 1984”), e história de Oren Uziel (“Mortal Kombat: Rebirth”) e Russo, baseado no videogame criado por Ed Boon e John Tobias.

Veja também, outras críticas nossas:

O filme, “Mortal Kombat” será lançado em 29 de abril de 2021 nos cinemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *