Josh Lawson, de Mortal Kombat, fala sobre a dicotomia existente em Kano, personagem seu no reboot

Kano é um dos personagens mais interessantes do universo de “Mortal Kombat“. Ele não é apenas um dos personagens mais brutais que você encontrará na franquia, mas também, aquele que possui um senso de humor doentio. E quando se trata do reboot da Warner Bros., o ator Josh Lawson, que está interpretando Kano no filme, explicou como foi trabalhar essa dicotomia.

Em uma visita ao set que a ComicBook.com participou durante as filmagens de Mortal Kombat, Lawson foi questionado sobre como é interpretar um personagem que tem que equilibrar sua natureza brutal, vilanesca ao mesmo tempo que é espirituoso.

Ele provavelmente consegue um pouco mais de latitude só porque não respeita a tradição de Mortal Kombat“, explicou ele.

Lawson disse que acha que a necessidade de Kano de ocasionalmente ser engraçado também ajuda a equilibrar a grande variedade de personagens encontrados em Mortal Kombat .

Kano só é engraçado porque está tentando equilibrar a franquia “pesada” para vocês. Por conta própria, é meio que, não é nada, mas é uma gangorra. Quanto mais a sério esses caras levam o misticismo, a feitiçaria e o poder, menos eu posso levar a sério isso, é onde a comédia existe“, disse Lawson sobre o personagem.

Se alguém que não é fã, por exemplo, de videogame, e talvez esteja vendo esses poderes e esses lutadores pela primeira vez, você pode, acho que você poderia se conectar com Kano dessa forma, e amar odiá-lo no mesmo tempo.

Sinopse: “Em “Mortal Kombat”, o lutador de MMA Cole Young, acostumado a levar uma surra por dinheiro, não tem conhecimento de sua herança – ou porque o imperador de Outworld, Shang Tsung, enviou seu melhor guerreiro, Sub-Zero , um Cryomancer de outro mundo, para caçar Cole. Temendo pela segurança de sua família, Cole vai em busca de Sonya Blade na direção de Jax, um Major das Forças Especiais que carrega o mesmo dragão estranho com a qual Cole nasceu. Logo, ele se encontra no templo de Lord Raiden , um Elder God e protetor de Earthrealm, que concede santuário para aqueles que carregam a marca. Aqui, Cole treina com os guerreiros experientes Liu KangKung Lao e o mercenário desonesto Kano, enquanto se prepara para enfrentar os maiores campeões da Terra contra os inimigos de Outworld em uma batalha de alto risco pelo universo. Mas, Cole será pressionado o suficiente para desbloquear seu arcano – o imenso poder de dentro de sua alma – a tempo de salvar não apenas sua família, mas de impedir Outworld de uma vez por todas?

Produzido por James Wan (“Jogos Mortais” e “Aquaman”), dirigido por Simon McQuoid a partir do roteiro de Greg Russo e Dave Callaham (“Mulher Maravilha 1984”), e história de Oren Uziel (“Mortal Kombat: Rebirth”) e do próprio Russo, baseado no videogame criado por Ed Boon e John Tobias.

Veja também, outras críticas nossas:

O filme, “Mortal Kombat” será lançado em 13 de maio nos cinemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *