A Guerra do Amanhã (2021) | Crítica

Em 2051, a humanidade está perdendo uma batalha global contra uma espécie letal de alienígenas. Para garantir a sobrevivência dos humanos, soldados e civis do presente são transportados para o futuro e se juntam ao conflito – entre eles, Dan Forester (Chris Pratt), um pai de família que se vê na missão de salvar o mundo.

A sinopse de A Guerra do Amanhã (The Tomorrow War, 2021), a grande novidade da Amazon Studios que chegou em sua plataforma Prime Video, já entrega do que se trata o filme: um sci-fi com muita ação e tiroteios, com confrontos com criaturas de garras e presas afiadas sedentas por carne fresca. Nada de diferente do que já vimos incessantemente em longas como Aliens e O Enigma do Outro Mundo.

Porém, o “arrasa-quarterão” da Amazon já começa, literalmente, com uma voadora dupla na caixa torácica: um grupo paramilitar chega do futuro por meio de um portal temporal em plena final da Copa de 2022, entre Brasil e França (já comece a preparar as apostas) e anuncia que 29 anos à frente, a humanidade enfrentará uma guerra perdida – e que só transportando o pessoal do presente ao futuro, poderia ter uma parcela de chance de derrotar os bichos de fora.

O bom d’A Guerra do Amanhã é que é um filme que já assume que é “ruim” desde o início. O roteiro tem furos escancarados inerentes a quando se mexe com viagens temporais, e os assume sem cerimônia, que faz o mais exigente espectador torcer o nariz. Pratt vai aumentando seu currículo em filmes de ação/fantasia/comédia, se assemelhando em muito o caminho traçado por astros como Stallone ou Schwarzenegger – mas que ainda vai precisar de muita vitamina para chegar aonde esses citados chegaram.

A Amazon vem investindo em filmes com esse perfil – com roteiro pouco elaborado e muita ação frenética, vide Sem Remorso – para fazer uma frente à concorrência, mais especificamente, a Netflix. É um tempero a mais para a Guerra dos Streamings, e uma opção a mais para os fãs das plataformas; só quem é avesso aos algoritmos, pode passar a vez.

 

Classificação: Círculo de Fogo: The Black

Veja críticas de algumas das produções ligadas à Prime Video:

Sob o comando de Chris McKay e roteiro de Zach Dean, o filme “A Guerra do Amanhã” encontra-se exclusivamente no Amazon Prime Video.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *