Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (2018) | Crítica

Ou como diriam os “pilotos” do “Choque de Cultura”: Harry Potter, sem Harry Potter!

Depois de tudo que aconteceu no primeiro filme, Newt Scamander (Eddie Redmayne) retornou a Londres, deixando em Nova York os 3 amigos que fizera na cidade: Tina Goldstein (Katherine Waterston), por quem, visivelmente, nutre sentimentos que vão além da amizade, a irmã dela, Queenie (Alison Sudol) e o trouxa (ou no-maj), Jacob Kowalski (Dan Fogler).

Logicamente não é nenhum spoiler dizer que Grindelwald (Johnny Depp), que fora preso no final do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam, vai dar um jeito de escapar da prisão, pois esse segundo filme tem o nome dele no subtítulo e pelos trailers já tínhamos essa noção. A fuga dele teve bastante ação, mas pra mim, foi algo bem apelativo.

Nesse segundo filme temos também a volta de um personagem que ao final do primeiro todos nós, ou a maioria de nós, achávamos que havia morrido, mas os trailers também já entregaram que estaria de volta que é o Credence (Ezra Miller): personagem complexo que está em busca de conhecer sua origem e que como vimos no primeiro filme tem grandes poderes mágicos e que não foram trabalhados, tornando-o um Obscurus.

Também achei que J.K. Rowling (autora dos livros do universo de Harry Potter e roteirista dos filmes dessa nova saga) deu uma forçada no roteiro para que Queenie e Jacob participassem dessa aventura, sem dar spoilers é difícil de contar o por quê. A Tina até tinha seus motivos de ir à Paris e consequentemente todos os quatro acabam se encontrando por lá.

Falando das novas caras no elenco, nós vemos Dumbledore (Jude Law) e Nagine (Claudia KimSim! Quem viu o trailer já sabe que ela não foi sempre a cobra de estimação de Voldemort-), esses são personagens já conhecidos pelos que viram ou leram Harry Potter, mas também temos o Teseu Scamander (Callum Turner), Auror e irmão mais velho do Newt, e a Leta Lestrange (Zoë Kravitz), antigo amor do Newt, como ele contou no primeiro filme. Personagens que foram bem inseridos e têm papel relevante na trama.

Confesso que esperava muito mais do filme, talvez uma maior participação do Dumbledore, uma  explicação mais detalhada da relação do futuro diretor de Hogwarts com Grindelwald… mas tenho consciência que esse é apenas o segundo filme de cinco que existirão e que, muito provavelmente, teremos muito mais da atuação de Jude Law nos próximos filmes. O que não sabemos é sobre a participação de Johnny Depp, que está envolvido em um caso de violência doméstica com a ex-esposa (Saiba mais) e muitos fãs têm pedido o afastamento do astro da franquia. Mas segundo a notícia que divulgamos aqui no SiriNerd, o ator estaria confirmado para o terceiro filme. (Veja aqui). Aguardemos!

O filme esclarece algumas coisas e nos deixa ainda mais confusos em algumas outras, principalmente quando buscamos nos aprofundar na história contada em Harry Potter e confrontamos com o que nos é passado em Animais Fantásticos (Estou falando sobre a origem de Credence, mas especificamente). Acredito que tudo será esclarecido antes do fim dessa franquia.

Newt Scamander e um Zowu (Criatura de origem Chinesa que aparece no longa)/ Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald – Reprodução

Como já falei eu esperava muito mais do longa, mesmo sendo apenas o segundo filme da franquia, mas ainda assim ele não está nem perto de ser ruim. Novos animais de diferentes origens (china, japão…) com efeitos de CGI (imagens geradas por computador) ótimos, foram inseridos na história e temos o retorno de outros que já havíamos visto no filme anterior, como os Pelúcios, por exemplo. O conceito de Maledictus, que, de forma resumida, é uma maldição que aos poucos faz com que uma pessoa se torne um animal para sempre (sim, Nagine é uma Maledictus) também nos é passado nesse filme.

Vale a pena assistir Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald, principalmente se você é um Potterhead (se for, já deve ter assistido, inclusive), mas a sensação que eu tenho é de que qualquer filme, isoladamente falando, da saga de Harry ganha desses dois filmes dessa nova saga do mundo mágico, falando da trama em si, sem levar em consideração atuação, efeitos…

Classificação:

Comentem o que vocês acharam do filme, se concordam ou discordam de algo dessa crítica, podem comentar aqui embaixo também.

 

Não se esqueçam de curtir a nossa página no Facebook!!!

Sigam-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continuem acessando o nosso Site…

Por Humberto Gondim

5 Replies to “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (2018) | Crítica”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *