Arrowverse: Crise nas infinitas terras | Resenha

O épico crossover da CW/DC, ‘CRISE NAS INFINITAS TERRAS‘, que teve as suas três primeiras partes ano passado (episódios equivalente as séries de Batwoman, Supergirl e Flash) e terminou no dia 14/01 com os dois capítulos restantes (referentes às séries de Arrow – último episódio da última temporada – e DC’s Legends of Tomorrow) torna-se uma boa surpresa para os fãs. Confira prévia:

Trazendo vários personagens de séries antigas e até mostrando o destino de alguns, além de um épico crossover com o Flash dos cinemas (Ezra Miller). A crise foi um acontecimento tão grandioso quanto o que foi prometido e com um final um tanto quanto nostálgico e inesperado e, talvez, até apresentando possíveis personagens novos.

Diferente dos outros grandes crossovers, não houve uma batalha épica no final (estilo Crise na Terra-X), porém, foi uma batalha grandiosa.

Arrowverse, CW, Warner, DC – Reprodução

Além de Stephen Amell (Arqueiro Verde/Spectro), um outro ator que se destacou foi Jon Cryer (Lex Luthor) ator que ficou famoso por interpretar Alan Harper (Dois homens e meio) e mostrou um Lex Luthor mais ardiloso, frio e calculista do que o do cinema (interpretado por Jesse Heisenberg), porém, tão zoeiro quanto.

A última cena do crossover mostrou que pode haver cruzamentos de equipes (Doom Patrol, Titãs, etc) e que, agora, poderá haver mais crossovers entre as séries principais (Supergirl, Legends of Tomorrow, Batwoman, Lois e Clark e, o novato dos crossovers, Raio Negro).

Agora é esperar pra ver as novas séries e os possíveis crossovers. Portanto, assinamos em baixo. Vale muito a pena ver!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *