Cirque du Soleil: Ameaçado de fechar, vários espetáculos são liberados na Internet durante quarentena

Nem mesmo uma das maiores companhias circenses do mundo resistiu as restrições impostas no período de quarentena, de combate ao vírus Covid-19. A famosa companhia canadense enfrenta dificuldades financeiras e para atravessar o período, o grupo decidiu liberar seus grandes espetáculos de graça pela Internet, por um site especial criado para essa missão. O objetivo é transmitir e revelar os bastidores, talentos, aulas de condicionamento físico, vídeos em 360 graus, técnicas de maquiagem dos artistas. apresentações e melhores momentos, no site batizado de Cirque Connect.

O vídeo indicado acima serve de introdução ao site, com trechos compilados de vários espetáculos como “Kurios: Cabinet of curiosities” (2014), “O” (desde 1998, em cartaz no hotel Bellagio, em Las Vegas) e “Luzia” (2016). O material do site vai manter o entretenimento de alto nível junto ao público, especialmente, durante o período de quarentena e pode ser uma ótima oportunidade de diversão em família.

As crianças não foram esquecidas. O site apresenta também conteúdo com atividades exclusivas para crianças e adolescentes e as trilhas sonoras especiais dos espetáculos do Cirque foram organizados em playlists disponíveis, no Youtube e no Spotify.

O Cirque du Soleir (ou Circo do Sol) elevou o padrão de qualidade e de arte das apresentações circenses, se notabilizando a cada nova apresentação, em turnês contínuas pelo mundo. O grupo canadense, criado em 1984, pelos artistas de rua, Guy Laliberté e Daniel Gauthier, tinha um objetivo específico, celebrar o 460° aniversário da descoberta do Canadá pelo explorador francês Jacques Cartier (1491-1557).

O sucesso levou o grupo a novas fronteiras, mas a dupla de criadores rompeu. Laliberté seguiu sozinho na liderança e, com o tempo, entrou na seleta lista de bilionários da revista Forbes. Atualmente, formado por artistas multinacionais, inclusive com integrantes brasileiros, o grupo mantém mais de 3.500 empregados, em mais de 40 países, com 15 espetáculos apresentados simultaneamente e lucro anual estimado em US$800 milhões, enquanto conquista inúmeros prêmios e distinções. Toda essa estrutura foi abalada diante do freio global provocado pela quarentena. Com o risco de demissão em massa de quase toda sua equipe, após o cancelamento abrupto de 44 espetáculos programados pelo mundo. Sem muita escolha, o grupo decidiu veicular suas produções através da Internet. Um presente para o público, nesses tempos difíceis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *