Crime sem saída (2019) | Crítica

Estreará amanhã (05), Crime sem Saída da STX Entertainment e Galeria Distribuidora. Com um roteiro previsível, mas bem construído, sem arrodeios ou enrolações, arregimentado pela ótima atuação de Chadwick Boseman (Capitão América: Guerra Civil, Pantera Negra), de uma incrível fotografia e bom núcleo de personagens satélites, filme satisfará o público, numa tensa e arriscada investigação [veja o último trailer].

Nova Iorque será o palco de uma caçada desenfreada por dois criminosos e o grande rastro de sangue deixado por eles, mesclado a muita grana e cocaína. Parecia um serviço “normal”, mas Ray (Taylor Kitsch) e Michael (Stephan James) serão surpreendidos por policiais durante o assalto. Nesse embate, deixaram 09 mortos, oito deles, agentes da lei, trazendo comoção pública na madrugada sangrenta e a íra do departamento policial sobre o caso.

Na outra ponta, está o detetive da Homicídios, Andre (Chadwick Boseman). Responsável pelo caso, ele terá poucas horas para solucionar a série de crimes, antes de federalizar a coisa, tomando a atitude de fechar as 21 pontes de acesso a Ilha de Manhattan na perspectiva de encontrar os suspeitos. O oficial possui algumas cicatrizes, ainda quando jovem, perdera o seu pai, também policial, portanto as suas ações transpiram um passado doloroso. Ao assumir o caso, Andre receberá o apoio da inspetora da narcóticos do octogésimo quinto distrito, Frankie Burns (Sienna Miller). O que ele não esperava era liderar essa investigação cheia de nuances dentro da própria corporação, colocando-o numa cilada a cada nova resposta encontrada.

Alguns problemas ocorrem na trama, no roteiro de Adam Mervis e Matthew Carnahan, as ideias são boas, estão bem postas lá, mas o script possui traços inteiramente previsíveis, deixando pistas sobre quem poderia ser o vilão-master da estória, não causando um plot-twister adequado. Outro problema, foram os flashback’s do personagem de Boseman na trama, notoriamente eles gostariam de criar um vínculo emotivo, que o pudesse guiar na história, mas essa transição não ocorreu da melhor maneira possível, em outras até confusa. Contudo, o filme possui sim, um ótimo dinamismo. Bem desenvolvido, a estória condensa o espectador ligeiramente bem, respondendo todas as perguntas feitas durante a sua exibição.

O que podemos também destacar de positivo, nos múltiplos conceitos técnicos, é a fotografia de Crime sem Saída, com uma película sombria/negra, em tom melancólico, o filme retrata perfeitamente a cidade mais importante do Mundo. Envoltos em cenas de ação bem dirigidas, coreografadas, sentíamos nitidamente a cidade pulsar, entre um quadro ou outro. Brian Kirk (Rogue e Game of Thrones) conseguiu extrair o melhor do longa, que também contou com nomes de peso, como: Joe e Anthony Russo (Vingadores: Guerra Infinita e Ultimato) na produção.

Sobre as atuações, separamos três atores nesse quesito, a começar pelos antagonistas, Capitão McKenna (JK Simmons) e Frankie Burns (Sienna Miller), ambos viveram de maneira equânime seus papéis. Sem muitos sustos, mas também sem muita profundidade, talvez pelo dinamismo do roteiro, ou pela baixa profundidade emocional dos personagens, como também foi o caso de Chadwick Boseman. Entretanto, este último, se esforçou bastante para tornar Andre num personagem amável, querido e desejável pelo público. Atuou muito bem dentro do limite estabelecido pelo roteiro, mostrando a sua qualidade, e o quanto pode ainda render, se derem a ele algo muito bom. Boseman conduziu o filme com personalidade, tornando-se de maneira proposital, ou não, a estrela do filme.

Crime sem Saída dialogou com o perigo, mas nunca ultrapassou os limites de um filme genérico, ou de baixa qualidade, sempre esteve entre boas e ótimas cenas, portanto, merece respeito e o carinho do público, principalmente pelos acertos técnicos da trama. O longa chegará aos cinemas brasileiros na primeira semana de dezembro, dia 5. E conquistará o amante do suspense policial. Bem resolvido, o filme alicerçar-se prioritariamente na ótima atuação de Chadwick Boseman.

Classificação: 

Veja outras críticas nossas:

Crime sem Saída estreia no dia 05 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *