DOTA: Dragon’s Blood (2021) – 1º temporada | Crítica

Todo fã de videogame provavelmente possui o seu jogo favorito e adoraria ver esse mesmo jogo recebendo uma adaptação em um tipo de mídia, seja ela um live action, HQ, mangá, animação em 2D ou 3D, pois bem, a Netflix deu um presente para aqueles que amam o jogo Dota 2 com uma animação contendo oito episódios. Veja o trailer abaixo:

Animação criado pelo estúdio Mir, o mesmo que produziu Avatar – A lenda de Korra e está produzindo a animação para The Witcher: Nightmare of the Wolf, a obra intitulada Dota: Dragon’s Blood nos apresenta o personagem Davion, herói dedicado a defender as pessoas eliminando os dragões que os atormentam. Além deste personagem ainda somos apresentados a outros heróis do jogo como Terrorblade, Mirana, Luna, Invoker e alguns outros personagens interessantes como a elfa Fymryn.

Pois bem, aqui já entramos no grande problema e talvez o mais relevante desta animação, os personagens vão simplesmente aparecendo e já em ação e ficamos meio desorientados sem saber quem é aquele personagem, qual a sua motivação, por que ele está ali, o que está acontecendo, mesmo que a história vá nos dando detalhes da vida dos personagens ao longo dos episódios alguns detalhes não são tão aprofundadas deixando algumas perguntas ao espectador. Um exemplo é a princesa Mirana onde a sua história é basicamente contada em pequenas frases em diálogos aleatórios e você tem que ir juntando as informações.

Possivelmente para aqueles que conhecem o jogo Dota 2 não sentiram tanto esta falta de informação ou pelo menos da forma que ela nos foi passada porém, eu não tenho muito conhecimento sobre o universo deste jogo e meu último contato com ele era quando ainda fazia parte de um outro jogo chamado Warcraft 3 (sim… para aqueles que talvez ainda não saibam, o jogo Dota 2 surgiu dentro de um outro jogo da Blizzard chamado Warcraft 3). Quando o Dota se desvinculou desse jogo da Blizzard, se tornando um jogo independente, eles acabaram criando algumas histórias e seu próprio mundo sendo que anteriormente os personagens do jogo não possuíam nenhuma história. Eles simplesmente eram criados e colocados na arena, então, apesar de conhecer alguns personagens da animação desconheço as suas histórias.

Acredito que animação precisaria de pelo menos mais uns dois episódios para servir de aprofundamento na história dos personagens. Eles fizeram maravilhosamente isso com o personagem Invoker, porém os outros personagens não receberam a mesma atenção. Até mesmo aquilo que, aparentemente é o que está causando todo o problema na trama, apenas nos é apresentado em forma de um conto durante alguns minutos. Aparece um personagem contando uma história antiga e bem resumida e nada mais é citado sobre esse fato. Então se nós não prestamos atenção naquela história contada por aquele personagem, possivelmente vamos ficar totalmente perdidos.

Mas nem tudo é problema nesta animação. A mesma está belíssima embora em raríssimos momentos que ela venha dar uma vacilada seja por um CGI estático ou uma cena com poucos frames. Isso não tira o crédito de que a qualidade está em um bom nível, as cenas de batalha estão bem animadas e possuem alto grau de violência, o que não é um defeito e sim um ponto positivo. Era de se esperar algo assim proveniente desta obra e para os que desejam ver dublado no nosso idioma pode ficar totalmente despreocupado, a dublagem está perfeita. Mais um belíssimo trabalho da Unidub, estúdio de dublagem fundado em 2011 por Wendel Bezerra.

Sobre a trama, como já citado antes, nós precisamos ter bastante atenção em alguns detalhes para poder entender o que que está acontecendo, porém ainda assim é uma trama que está bem desenvolvida e de bom andamento que não é difícil de entender porém leva basicamente todos os oito episódios para que seja entendido em sua totalidade. Talvez tenha sido uma estratégia do roteirista porém não posso fazer tal afirmação com absoluta certeza, só posso dizer que foi algo que me incomodou bastante mas nada que atrapalhe apreciação da obra.

Resumindo, Dota: Dragon’s Blood é uma excelente animação embora possua alguns problemas, não é nada tão grandioso, só exige um pouco mais de atenção podendo ser apreciado tanto para aqueles fãs do jogo como aqueles que nunca tiveram contato com a obra. Então podem ver sem medo de uma decepção pois ação, com excelentes lutas, muito sangue e até uma pitada de humor e romance estão presentes e em momentos e quantidades corretas sem nenhum exagero.

Classificação: 

Veja outras críticas nossas, relacionadas ao Mundo Otaku:

A série anime “Dota: Dragon’s Blood” tem a sua primeira temporada disponível através da Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *