Dumbo | Crítica

E aí siris! Vamos falar de um  filme pra encher nossos corações de esperança? Vamos falar nossas impressões do mais novo trabalho de reimaginação dos clássicos da Disney: Dumbo!

A escolha de Tim Burton para o filme de Dumbo provou ser uma boa escolha por conta de um visual bem carismático e um certo ar de melancolia, necessário pois falamos de um tempo bem delicado no mundo que se recupera de uma guerra mundial.

O problema ao meu ver está nas relações, um tanto superficiais principalmente entre aquele que seria o par romântico do filme:  O capitão Holt (Colin Farrell) e a trapezista Colette (Eva Green). Os dois meio que ficam perdidos no filme, que parece querer mostrar o quão próximos os dois são, mas não quer tirar o foco do filme, que é o elefante Dumbo.

Então vamos falar do Dumbo! A representação do elefante e seus efeitos durante o filme são muito bem feitos, desde o nascimento até o momento final que mostra o reencontro dele com sua mãe. Aliás aqui tiro meu chapéu para o roteirista, que não se prendeu em fazer um “remake”, mas sim tornar a história mais atual, removendo componentes considerados desnecessários e adicionando um tom mais moderno a trama.

Senti falta do ratinho falante, que era muito importante em seu original, mas a presença e interação com as crianças do capitão Holt fizeram essa falta se tornar menos importante. Aliás, os dois aqui são o grande alto do filme que mostra uma menina a frente do seu tempo, querendo não viver do circo como sua família sempre foi, mas sim ganhar o mundo como cientista.

Por falar em família, a relação do circo em si é algo também a se destacar, mostrando que não importa as dificuldades eles sempre estarão juntos pro que der e vier. E mesmo depois da pior notícia de todas, eles se recusam a aceitar que são dispensáveis e nunca deixam os seus pra trás.

E no final, sabermos que o Dumbo não apenas reencontrou a mãe como também seu lugar no mundo foi a cereja do bolo. Com um voo rasante por sobre toda a manada de elefantes.

Classificação:

Dumbo estreou no dia 28 de Março, e está em cartaz nos cinemas.

E aí? Gostou da nossa crítica? Deixem seus comentários…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *