Esquadrão Trovão (2021) | Crítica

Devemos nos acostumar com o excesso de filmes sobre heróis que vão surgir nos próximos anos porque vai ser o mesmo cenário do que estamos vivendo agora onde qualquer tentativa de roteiro que busque abocanhar a “alta” desse gênero se torna objeto de investimento dos estúdios. Esquadrão Trovão parece um nome de desenho animado, mas na verdade é mais uma das tentativas da Netflix de conseguir audiência em cima dos filmes de super-heróis. Confira prévia:

Seu começo já é uma mostra de que não estão para brincadeira quando apostam num epílogo que tenta abocanhar até mesmo a necessidade ser nostálgico com os anos 80 que se tornou característico na cena da cultura pop atual não só no cinema, mas até indo para outras mídias que não cabe aqui ser dito e destrinchado.

A história de uma amizade que volta aos eixos por causa de um experimento para criar super heróis para combater super vilões que estão na terra desde meados dos anos 80 até poderia funcionar se alguma dessas coisas fossem trabalhas em cena, mas o que vemos é só pinceladas de uma relação não se desgastou com o tempo e uma realidade onde as pessoas estão habituadas a conviver com pessoas com poderes e a única coisa que isso parece ter feito de mal foi o medo do seu café favorito fechar por conta da violência extrema que só quebrou uma janela de vidro ou um anjo cafona de cimento que fica numa praça.

É até compreensível quando olhamos o filme com uma ótica para o público infantil, mas seu humor só realmente parece funcionar quando os personagens saem de uma esfera besta para algo de duplo sentido e com uma conotação bastante adulta, mas isso são relapsos e da mesma forma que acontecem de repente, some sem deixar rastros.

Esquadrão Trovão é um desperdício de atores, de tempo e até mesmo de intenções. É triste quando a única coisa que parece funcionar no seu filme são piadas que envolvem um homem lagosta sendo besuntado de manteiga para ser “traçado” pela mulher em uma noite de amor.

Classificação:

Veja outras críticas nossas, de produções da Netflix:

O longa encontra-se disponível exclusivamente na Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *