Filmes: Santo de casa faz milagre? | SiriLista

Vamos falar do nosso cinema nesta sétima sirilista…

Responda rápido: qual o foi o último filme de terror ou suspense nacional que você viu? E aí, pergunta difícil de responder? Talvez não seja uma tarefa fácil encontrar filmes locais com essa temática. Mais difícil ainda é produzi-los por essas bandas. Isso se dá muito por conta da escassez de recursos financeiros que existem voltados para o cinema brasileiro, principalmente, quando se trata de “filmes de gênero”, como é o caso dos que estamos destacando aqui.

Por isso saudamos e reverenciamos os nossos filmes independentes, destacando, claro, o terror clássico e seu maior expoente nas terras tupiniquins. O bom e velho José Mojica Marins, ou simplesmente o “Zé do Caixão”.

 

Mas antes, pra você que começou agora a nos acompanhar, segue o link dos primeiros dias:

1ª Dia: Momentos Arrepiar – Saiba Mais.

2ª Dia: “Pequenos Investimento & Grandes Negócios” – Saiba Mais.

3ª Dia: Câmera na mão – Saiba Mais.

4ª Dia: Fantasia, Sustos e Aventura – Animações de arrepiar os cabelos – Saiba Mais.

5ª Dia: Suspense Policial – Saiba Mais.

6ª Dia: Especial Stephen King – Saiba Mais.

 

  1. Encarnação do Demônio (2008)
Encarnação do Demônio (2008) – Reprodução

Após 40 anos preso, Zé do Caixão (José Mojica Marins) enfim é libertado. De volta às ruas, ele está decidido a cumprir sua missão: encontrar uma mulher que possa gerar seu filho perfeito. Caminhando pela cidade de São Paulo ele enfrenta leis não naturais e crendices populares, deixando um rastro de sangue por onde passa.

Abrimos nossa lista com “o pé na porta” e, de cara, homenageamos ele que é uma lenda do gênero no Brasil e já representou nosso país em vários festivais mundo a fora. Mojica se dedica a essa arte desde a década de 1940 e não só dirigiu e produziu filmes de terror ao longo de sua carreira, passando também pelos gêneros de faroeste, drama, aventura e até pornochanchada.

O filme que destacamos em nossa SiriLista é a última produção feita por Mojica, que já está com 82 anos, e fecha a trilogia iniciada ainda na década de 60 com o filme À Meia-Noite Levarei Tua Alma de 1964 (filme que ainda destacaremos em outra lista), sucedido pelo Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver de 1967.

Prêmios

O filme é ganhador de vários prêmios como:

Festival de Paulínia: Melhor Filme, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Edição, Melhor Edição de Som, Melhor Trilha Sonora, Prêmio da Crítica.

Festival do Paraná: Melhor Direção de Arte, Prêmio Especial de Atuação pelo Conjunto da Obra e pela Posição do Coveiro Corcunda.

 

  1. Mangue Negro (2008)
Mangue Negro (2008) – Reprodução

Certo dia, em uma comunidade de pescadores e catadores tão pobre quanto fora do tempo, a natureza resolve mostrar seu lado macabro. Do manguezal de onde sai o mísero sustento emergem zumbis canibais. Ninguém sabe o que causa a “contaminação”. O que importa é fugir e sobreviver para fugir de novo. A cada mordida, pais, amigos e irmãos se transformam em criaturas abomináveis. Diante de um horror que não recua nem com a claridade do dia, que não poupa sequer peixes e crustáceos, um sobrevivente relutante e amedrontado se descobre hábil com o machado e péssimo na hora de se declarar para a morena que faz seu coração bater.

Coincidência para uns, destino para outros, Rodrigo Aragão lança seu primeiro filme justamente no ano da última produção do Zé do Caixão. Não por acaso, Rodrigo vem sendo considerado nos últimos dez anos como o maior representante em atuação dos filmes de terror no Brasil, sendo assim, o legítimo sucessor do nosso José Mojica Marins.

Prêmios

O filme ganhou no festival Buenos Aires Rojo Sangre (Argentina) os prêmios de Melhor Filme – Júri Popular, Melhor Diretor Estreante, Melhores Efeitos Especiais.

 

  1. Durval Discos (2002)
Durval Discos (2002) – Reprodução

Durval (Ary França) e sua mãe Carmita (Etty Fraser) vivem há muitos anos na mesma casa onde funciona a loja Durval Discos, que já foi muito conhecida no passado, mas hoje vive uma fase de decadência devido à decisão de Durval em não vender CDs e se manter fiel aos discos de vinil. Para ajudar sua mãe no trabalho de casa Durval decide contratar uma empregada. O baixo salário acaba atraindo Célia (Letícia Sabatella), uma estranha candidata que chega junto com Kiki (Isabela Guasco), uma pequena garota. Após alguns dias de trabalho Célia simplesmente desaparece, deixando Kiki e um bilhete avisando que voltaria para buscá-la dentro de 3 dias. Durval e Carmita ficam surpresos com tal atitude, mas acabam cuidando da garota. Até que, ao assistir o telejornal, mãe e filho ficam cientes da realidade em torno de Célia e Kiki.

Esse é um filme de suspense/terror psicológico dirigido por Anna Muylaert que tem uma premissa simples: a história de um vendedor de discos que mora com sua mãe e insiste em continuar com seu negócio, resistindo em seguir as tendências do mercado. Mas aos poucos o enredo (a as boas atuações) vai envolvendo o espectador que não sairá do sofá sem antes saber o final dessa história.

 

  1. As Fábulas Negras (2015)
As Fábulas Negras (2015) – Reprodução

Quatro garotos brincam de super-heróis no meio do mato. Em um intervalo nas brincadeiras, eles passam a contar histórias repletas de suspense e terror, supostamente verídicas, envolvendo lendas urbanas e mitos do folclore brasileiro.

Mais um filme de Rodrigo Aragão que nesta produção convida outros diretores, inclusive, José Mojica Marins, para cada um, dirigir uma das histórias contadas pelos garotos. Filme trash, independente, baixo orçamento, mas com efeitos especiais e tomadas de câmeras tão criativos que não te deixarão com saudades dos filmes hollywoodianos.

Os cintos contos

O Monstro do Esgoto, de Rodrigo Aragão; Pampa Feroz, de Petter Baiestorf; O Saci, de José Mojica Marins; A Loira do Banheiro, de Joel Caetano e o A Casa de Iara, também de Rodrigo Aragão.

 

  1. O Animal Cordial (2017)
O Animal Cordial (2017) – Reprodução

São Paulo. Inácio (Murilo Benício) é o dono de um restaurante de classe média, por ele gerenciado com mão de ferro. Tal postura gera atritos com os funcionários, em especial com o cozinheiro Djair (Irandhir Santos). Quando o estabelecimento é assaltado por Magno (Humberto Carrão) e Nuno (Ariclenes Barroso), Inácio e a garçonete Sara (Luciana Paes) precisam encontrar meios para controlar a situação e lidar com os clientes que ainda estão na casa: o solitário Amadeu (Ernani Moraes) e o casal endinheirado Bruno (Jiddu Pinheiro) e Verônica (Camila Morgado).

Fechando a especialíssima lista de hoje, com as cores verdes e amarelas, trazemos esse filme recente da diretora Gabriela Amaral Almeida. O filme é pulsante, visceral e não se poupa em ser violento. Destaque para o elenco e suas atuações que conta com Murilo Benício, Luciana Paes, Irandhir Santos, Camila Morgado entre outros.

Estreante

Esse é o primeiro longa-metragem dirigido por Gabriela Amaral Almeida e o segundo dessa trazendo mulheres na direção.

O que você achou dessa especial Sirilista Halloween??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site…

Por Eduardo Bringuel

 

Fontes:

– GILMOUR, David. O clube do filme. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2009.

– KEMP, Philip. Tudo sobre cinema. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2011.

– ROGAK, Lisa. Stephen King, a biografia – coração assombrado. Rio de Janeiro: DarkSide Books, 2017.

– ADOROCINEMA. Filmes. Disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/numero-cinemas/> Acesso em: 17 de outubro de 2018.

– DARKSIDE. Cinebook. Disponível em: <https://www.darksidebooks.com.br/category/cinebook/> Acesso em: 17 de outubro de 2018.

– YOUTUBE. Getro. Disponível em: <https://www.youtube.com/channel/UCyDE9oEVAZwBtIsqMV26SIQ> Acesso em: 25 de outubro de 2018.

– YOUTUBE. Refúgio Cult. Disponível em: <https://www.youtube.com/channel/UCflCE9dixPqeC_EaSqQAqrw> Acesso em: 25 de outubro de 2018.

 

3 Replies to “Filmes: Santo de casa faz milagre? | SiriLista”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *