Frozen 2 (2019) | Crítica

Alguns bons filmes despertam desejo, interesse por uma sequência e com Frozen 2 da Walt Disney Company isso não seria diferente. Com muita elegância, maestria, humor e emoção o longa veio não, apenas, para nos levar ao futuro, mas também ao passado, nos fazendo entender, aprofundar o mundo de magia, de contos e lendas que nossos queridos personagens estão inseridos. Alicerçados pelo excelente roteiro de Jennifer Lee e Allison Schroeder que mais uma vez se afastaram dos clichês típicos das histórias de princesas Disney [veja o último trailer].

Frozen 2 se inicia com alguns flashback’s de nossas protagonistas Anna e Elsa ainda crianças, ouvindo uma história do pai sobre quando ele ainda era um jovem príncipe em Arendelle. Essa história servirá de base para ajudar Elsa a compreender a origem de seus poderes, a Anna entender o seu papel no mundo e principalmente, compreender a relação familiar entre ambas, estreitando ainda mais os laços pré-existentes. Consecutivamente, perguntas serão, imediatamente, trazidas à tona, e posteriormente amarradas na trama, com a temática que perpassa por toda a doce história: O Amadurecimento, o principal fio da trama.

Frozen 2/Disney – Reprodução

As jovens princesas de Arendelle são, sem dúvida alguma, as verdadeiras protagonistas e heroínas de suas próprias histórias e a trama acerta em trazer isso novamente em Frozen 2, deixando propositalmente, Kristoff e outros personagens alheios, mas significativos, a estória. O longa possui um tom mais sério que o primeiro, entretanto continua divertido, com alívios cômicos no ‘time‘ ideal. A trama brinca com espectador nessa doce interação, com destaque para Olaf, que usa e abusa da sua inocência e do seu alto astral para encantar, mesmo num momento existencialista e questionador.

Bem dirigido pela dupla Jennifer LeeChris Buck, Frozen 2 veio para agradar, além de divertir e emocionar os espectadores. Com a mesma qualidade nos traços e contornos, a animação é tão boa quanto a primeira da franquia. Tornando-se um prato cheio para os fãs do gênero [e não me envergonho de expôr, de cravar que concorrerá fortemente ao Oscar 2020, ao lado de Toy Story 4, com uma forte tendência ao primeiro]. Maduro, conciso e coerente, Frozen 2 chegará em janeiro aos cinemas brasileiros.

Classificação: 

Veja outras críticas nossas:

Frozen 2 chegou aos EUA ainda em novembro, mas no Brasil estreará em 2 de Janeiro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *