Liga da Justiça: Diretora de Mulher-Maravilha 1984 ‘detona’ filme Joss Whedon

A versão do diretor Zack Snyder sobre Liga da Justiça está prestes a ser lançada no serviço de streaming da Warner Bros., a HBO Max, mas, a versão de 2017 ainda dá muito o que falar.

Ao falar ao CinemaBlend [via HH], a diretora da Mulher-Maravilha 1984, Patty Jenkins expressou seus verdadeiros sentimentos sobre a versão de Joss Whedon. Com base em seus comentários, é seguro dizer que o cineasta não era fã do filme. Confira:

A Liga da Justiça?… Não, eu acho que todos nós, atuais diretores de DC, jogamos aquela versão fora tanto quanto os fãs fizeram. Ela se contradiz com meu primeiro filme de muitas maneiras, e este filme atual, que eu participei da produção, não. Eu acho que a Liga da Justiça de 2017 era uma espécie de observatório incomum. Eles estavam tentando transformar uma coisa em outra. E então se tornou em algo ‘estranho’, ‘Eu não reconheço metade desses personagens’.”, argumentou a cineasta. 

Você concorda, discorda, de Jenkins? Deixe a sua opinião logo abaixo…

Sinopse: “Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha buscam e recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.”

Veja também:

Com mais de 3h30 min de duração, no formato de minissérie, Liga da Justiça de Zack Snyder tem previsão chegar no início de 2021, através do streaming da WarnerMediaHBO Max.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *