Marvel Comics: Armadura do Homem de Ferro mais forte que Adamantium e Vibranium? Entenda!

O novo arco do Homem de Ferro revelou algo surpreendente, a armadura de Tony Stark é mais forte que o Adamantium e Vibranium.

Em sua segunda edição, o visionário, e nem sempre filantropo, personagem da Marvel Comics foi capaz de misturar os dois elementos químicos, transformando numa super-liga de metal, quase que impenetrável [via CB], na perspectiva de vencer futuros adversários. Segundo o quadrinho, o novo traje é composto por 32,65% de vibrânio, 26,28% de adamantium e 41,07% de ferro

Iron-Man-2-Spoilers-1
Homem de Ferro #2, Marvel Comics – Reprodução
Todavia, no mesma HQ, a experiência de Tony com o novo traje não foi nada agradável. Ele precisou transpor um orbe, que por coincidência também era composto pelos dois materiais, exceto pelo ferro. Stark sofreu um duro golpe. A IA revelou múltiplos danos a nova armadura que incluíam fraturas compostas em uma miríade de ossos e várias rupturas.

Iron-Man-2-Spoilers-2
Homem de Ferro #2, Marvel Comics – Reprodução

Ainda de acordo com a HQ, Stark vai se recuperar, mas a luta deixou novos ensinamentos. Com o seu novo traje, composto por uma liga metálica sem precedentes, Tony ‘conseguiu’ quebrar o orbe.

A nova série de quadrinhos do Homem de Ferro parece ser uma espécie de reboot suave do personagem. A história dá continuidade ao arco do Homem de Ferro 2020, na qual Arno Stark (irmão adotivo de Tony) apodera-se dos projetos de seu irmão e se coloca na vanguarda da criação de novas armaduras.

O roteirista Christopher Cantwell e o desenhista CAFU, parecem determinados a trazer Tony Stark de volta às suas origens, mostrando-o mais como super-herói e menos como celebridade mundial; com as capas e o projeto da armadura desenhados pela lenda dos quadrinhos, Alex Ross, afastando-se das linhas tecnológicas de Adi Granov e dos designs do MCU; procurando algo que seja mais familiar aos fãs de longa data do personagem.

Veja também:

O novo arco do Homem de Ferro já à venda nos EUA, todavia, no Brasil, o quadrinho não foi lançado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *