Milagre na Cela 7 (2019) | Crítica

O filme é do ano passado (2019), mas chegou com tudo ao top 10 da Netflix, onde estreou no dia 13 de março, e tem dado o que falar. Muita gente que assistiu ao filme tem comentado o quanto se emocionou ao vê-lo e muitas lágrimas já rolaram por conta desse filme, que é um remake turco de um filme sul-coreano de mesmo nome (só a Netflix pra nos trazer isso). Confira o trailer:

O filme conta a história Memo (Aras Bulut Iynemli), pai solteiro de uma garotinha chamada Ova (Nisa Sofiya Aksongur), que sofre de uma deficiência intelectual e mora com a filha e a avó Fatma (Celile Toyon Uysal) num pequeno vilarejo na Turquia, onde pastoreia ovelhas. Logo no inicio do filme, assim como a sinopse do longa já nos conta, Memo testemunha um acidente e é injustamente acusado de assassinar a filha de um oficial militar. A partir daí, dentro da prisão, ele terá que contar com muita ajuda para tentar provar sua inocência.

O filme é emocionante em vários aspectos, mas acho que o que mais tenho ouvido falar é por nos mostrar que não devemos duvidar do amor e de que todos podem amar. As vezes muito mais do que julgamos. E de como o amor é capaz de transformar as pessoas e gerar mais amor, por mais que saibamos que nem sempre funciona assim.

Ao longo do filme, que tem cerca de 2 horas e 10 minutos, a história vai nos prendendo e os personagens, bem interpretados pelo elenco, vão nos cativando. Sofremos com a injustiça, preconceito e perseguição ao protagonista Memo e torcemos muito para que de alguma forma ele consiga se livrar e voltar para casa, onde sua avó e sua filha sofrem também com a ausência dele.

Uma coisa legal é que Milagre na Cela 7 é uma oportunidade de conferir paisagens, trilhas sonoras, costumes e até a vida política de uma cultura diferente, tanto da nossa, quanto da dos americanos, que costumamos ver muito mais nos filmes. 

Milagre na Cela 7/Netflix – Reprodução

Com boas atuações, tendo Aras Bulut Iynemli inclusive já ganhado diversos prêmios na TV turca, e uma direção também muito boa de Mehmet Ada Öztekin, o filme vem construindo o sucesso que vem tendo de forma bastante justa. 

Recomendo muito aos que ainda não viram esse filme que o vejam e nos contem o que acharam.

Classificação:

Veja críticas de algumas das produções ligadas a Netflix:

O Milagre na Cela 7 encontra-se no catálogo da Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *