Missão Presente de Natal (2020) | Crítica

Desde o terror cômico de Gremlins até mesmo a ação brucutu de Duro de Matar, nos EUA os filmes de natal se tornaram um gênero a parte e é comum nessa data, surgirem filmes dos diversos tipos para ir de carona no trenó do papai noel.

Missão Presente de Natal, nova produção natalina da Netflix, se inclui também na vasta gama de filmes de natal, só que dentro do medonho filme de propaganda. Confira prévia:

Focada na missão militar com o mesmo nome, o filme até tenta entregar uma história por trás se não fosse a trama batida e caricata do homem de bom coração que tenta transformar a mulher cínica e presa na mentalidade do trabalho em alguém mais amável e nesse processo eles acabam se apaixonando.

A tentativa de transformar o exército americano no mocinho que está sucumbindo aos interesses políticos americanos, transformar o filme não só numa comédia como também em uma ficção científica. Mas se você quiser ser convencido com esse delírio coletivo, pelo menos eles tiveram a inteligência de colocar a vilã como um espectro fácil de comparar com o atual presidente dos EUA.

Missão Presente de Natal/Netflix – Reprodução

Sobre o casal protagonista não tem muito o que ser dito, a não ser o fato que a química deles não existe mas é tão enfiado goela abaixo durante todo o filme que chega a ser um alívio que o beijo fica nos minutos finais do filme e somos poupados de sofrer com pegações desnecessárias.

Espero que papai noel esteja bastante ocupado desinfetando os presentes que vai entregar nesse natal em plena pandemia e não tenha tempo de ver esse filme natalino.

Classificação:

Veja críticas de algumas das produções ligadas a Netflix:

O filme Missão Presente de Natal encontra-se no catálogo da Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *