O Halloween do Hubie (2020) | Crítica

A questão com os filmes do Adam Sandler é que mesmo esculachado, sempre vai continuar sendo feito. O objetivo nunca é a qualidade, e as vezes nem mesmo a diversão do público, mas com certeza se trata da diversão dos que estão fazendo.

Fazendo mais um personagem bobão, dessa vez Adam Sandler interpreta Hubie que precisa lidar com a falta de credibilidade e o bullying generalizado (sério, todo mundo faz bullying com o coitado) para salvar sua cidade de um sequestrador na noite de Halloween na cidade de Salem.

Não tem muito o que se falar da trama. Quando surgiu nos anos 90 com suas comédias pastelões, Sandler encontrou a sua fórmula de ouro e a repete constantemente desde então. Por mais que seja sempre descredibilizado pela crítica, seus filmes quase sempre são sucesso de público, fazendo com que seu reinado nesse tipo de filme se perpetue por mais de 3 décadas.

O Halloween do Hubie – Netflix – Reprodução

O que é curioso é que Adam Sandler e praticamente todo seu elenco possuem no currículo filmes que comprovam que eles sabem fazer uma boa atuação e um bom filme. Recentemente o próprio brilhou na produção Joias Brutas entregando umas das atuações mais complexas e excelentes do seu ano.

O pessimismo pode permear nossa mente e com isso percebemos que a essência da arte – por mais que seja enaltecida por quem quer que ela seja levada a sério – não é mais importante que o saldo final que ela pode proporcionar no final nos bolsos dos executivos.

June Squibb – O Halloween do Hubie – Netflix – Reprodução

Mas é um filme do Adam Sandler, não precisamos também ficar procurando cabelo em ovo. Pelo menos ele tá empregando a June Squibb, adoro ela.

Classificação:

Veja críticas de algumas das produções ligadas a Netflix:

O longa, O Halloween do Hubie encontra-se disponível no catálogo da Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *