O Mistério do Relógio na Parede (2018) | Crítica

Terror e fantasia se misturam…

Se em sua infância, você pôde assistir à animação Coraline (2009) e teve verdadeiros calafrios, “O Mistério do Relógio na Parede” segue na mesma esteira, mas numa pegada live-action. E por isso, eu não esperava. Confesso que o nome não é nada atraente, no mínimo desperta certa curiosidade.

A nossa história se passa ainda na metade do século passado, quando um jovem de 10 anos, Lewis (Owen Vaccaro) perde os pais e deixa a cidade grande para morar numa pequena cidade do interior americano, com o seu Tio Jonathan Barnavelt – personagem vivido por nada menos que Jack Black -. Mas essa mudança, não será tão simples assim, o jovem será levado por um mundo mágico, apenas presentes em livros ou contos. Ainda para integrar o elenco, o tio desse garoto – protagonista, possui uma amiga misteriosa, que gosta muito da cor roxa, a vizinha Sra. Zimmerman (interpretado pela talentosíssima Cate Blanchett).

O Mistério do Relógio na Parede, Amblin Entertainment, Reliance Entertainment, Amblin Partners, Mythology Entertainment – Reprodução

Ao chegar no casarão, o jovem se depara com algo super inusitado, as paredes daquele local são preenchidas por inúmeros relógios de parede, o que assombra o menino, e isso não será a única coisa, móveis, bonecos, quadros e vidrais ganham vida naquela misteriosa casa. Já na escola, as informações sobre o casebre deixam Lewis ainda mais assustado, um crime horrível ocorrera lá. Tudo isso se mistura quando um segredo é revelado, seu tio, e a vizinha são feiticeiros.

O longa mistura terror e fantasia ao mesmo tempo, e sinceramente, não sei se essa mistura ficou boa. Na primeira parte do filme, o roteiro adaptado do livro que recebe o mesmo nome da trama, do autor John Bellairs consegue prender o expectador na poltrona, mas patina do meio para o final, os capítulos do belo livro, não foram passados de maneira equânime no longa, o que proporcionou perca no ritmo e evolução do “O Mistério do Relógio na Parede”.

A direção de arte e os efeitos no longa são bons, além de um elenco formidável. Falar de Jack Black e Cate Blanchett é extremamente desnecessário, são literalmente naturais em suas atuações, por isso irei falar do jovem Owen Vaccaro: ótimo, realmente muito bom, você não sabe se ele de fato interpretou um personagem, ou ele era o próprio.

Com um bom elenco, apesar dos erros na harmoniaO Mistério do Relógio na Parede encontra-se bem no meio termo do agradável e do terrível. Ou você irá amar o filme, ou irá sair desapontado. Faz-se necessário, você, caro cinéfilo ter a mente aberta para essa mistura de terror, fantasia e infância. Se preocupar no que a história pode trazer de novo, e se divertir com a trama.

Classificação: 

O Mistério do Relógio na Parede encontra-se em Cartaz nas telonas!!!

O que vocês acharam dessa crítica??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *