Polêmica: Há um fantasma no reino encantado da Disney Plus? | Artigo

Há algo de estranho no reino encantado da plataforma Disney Plus. O serviço de streaming mal chegou no país, apresentando seu grande acervo de filmes, séries, animações e documentários das empresas do grupo Walt Disney, para competir no disputado mercado de serviços de streaming no Brasil.

Em seu acervo, um filme específico chama a atenção por um motivo inusitado. Apesar de ser uma comédia leve, alguns acreditam que tal filme é assombrado e mostra um fantasma real. A polêmica já vem de décadas, quando o público percebeu a estranha aparição ainda nos anos 90. Surgiram teorias e lendas em torno do assunto. Desde então, o estúdio nega e apresenta suas justificativas. Mas a polêmica continua. É um fantasma ou não? Ser ou não ser? Eis, a questão. Já diria, o velho bardo inglês.

O filme – A divertida comédia Três Solteirões e um Bebê (Three Men and a Baby) foi produzida pela Touchstone Pictures, uma divisão adulta da Walt Disney Company. O filme, lançado em 1987, teve grande sucesso nos cinemas e, depois, nas locadoras, em formato VHS. A comédia de Hollywood foi a refilmagem do sucesso francês de alguns anos antes, Três Homens e um Bebê (3 Hommes et un Couffin), de 1985.

Versão HollywoodNa versão norte americana, os papéis de solteirões atrapalhados ficaram com os astros Tom Selleck, famoso pela série de TV, Magnum, Steve Guttenberg, de Loucademia de Polícia e Ted Danson que participou de várias comédias e dramas na TV e no cinema, sendo lembrado pelo público atual pela constante participação na série CSI. Como curiosidade, o diretor do filme, Leonard Nimoy, é mais conhecido como ator, pelo icônico papel de Spock, da clássica franquia de ficção científica, Jornada nas Estrelas (Star Trek). O próprio Nimoy dirigiu para a saga, os filmes Jornada nas Estrelas III: À Procura de Spock (1984) e Jornada nas Estrelas IV: A Volta para Casa (1986).

Nasce uma polêmicaSe alguém percebeu a estranha presença durante a projeção do filme nos cinemas, isso não virou manchete. As notícias sobre a aparição surgiram anos depois do lançamento do filme em VHS para as locadoras. Na ocasião, o filme já estava esquecido nas prateleiras. Acusaram os estúdios Disney de espalhar boatos para reacender o interesse do público pela comédia. Com a polêmica, o filme realmente voltou a fazer sucesso e os cinéfilos passaram a divulgar teorias para tentar explicar o estranho inusitado, no período de popularização da Internet e das redes sociais. Essa polêmica rende a décadas. O lançamento em DVD só fez reforçar a suspeita. Há uma aparição no filme.

O visitante inesperadoCom o lançamento de Três Solteirões e um Bebê no Disney Plus, é fácil encontrar a aparição. Com uma hora e um minuto de filme, o espectador encontra a cena em que o personagem Jack (Ted Dawson) conversa com a mãe (a atriz Celeste Holm). Eles caminham pelo apartamento segurando o bebê. De fundo, é possível perceber alguém parado entre cortinas numa janela. Aparenta ser uma criança de franja. Entre as teorias mais populares, chegaram a especular que a imagem seria de um jovem que suicidou-se aos 9 anos. Ele morava no apartamento antes das filmagens e o estúdio teria alugado o local para realizar o filme.

Resposta da Disney – Essa polêmica até rendeu matéria no telejornal Fantástico. Representantes da Walt Disney negaram as teorias de que a aparição seja um fantasma. A suposta aparição seria, na verdade, um poster de papelão do próprio ator Ted Danson, vestido de smoking, preparado como material de divulgação do trabalho do personagem de Dawson, como parte da trama do filme. Anos depois, alguns astros do filme também negaram em entrevistas, a teoria do fantasma. Tom Selleck revelou que o filme foi realizado dentro de um estúdio, onde construíram o cenário do apartamento. Não houve locação de imóvel. Mesmo assim, ainda hoje, há quem acredite que a aparição seja de fato um fantasma. Muitos não se convenceram com a resposta do papelão do ator Danson.

Mas não adianta chamar Os Caça Fantasmas porque a franquia é da Sony. Não entra no Disney Plus. Nem tente chamar o garoto de Gasparzinho, pois, o fantasma camarada é da Universal Pictures. No mínimo, a aparição merecia um Oscar de Melhor Ponta. E você? O que acha? É um fantasma ou não é? Deixe seu comentário…

Veja também outros editoriais nossos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *