Pousando no Amor – 1ª Temporada (2019) | Review

Imagina você indo parar num país completamente fechado ao Mundo, como a Coréia do Norte?! Quase impensável, né?! Mas, um belo dia de sol, atravessado num principio de tempestade, faz a impetuosa e brilhante Yoon Se-Ri (Son Ye-jin) parar no país vizinho.

O K-drama, Pousando no Amor é mais uma boa produção sul-coreana presente na Netflix, que por diversas vezes, nos traz programas do leste asiático. Confira prévia:

A premissa da trama é muito simples, algo costumeiro até, nos dramas orientais… duas pessoas que se conhecem, sentem uma afinidade, uma paixão avassaladora e ‘fofa’, mas, por inúmeras razões, é impossível.

Pousando no Amor responde bem as expectativas, com destaque para o arco na Coreia do Norte, composto por bons personagens e sucessivas tentativas de mostrar as dificuldades presentes num regime totalitário.

Nesse contexto, Yoon Se-Ri, uma empresária bem sucedida na Coréia do Sul, é levada ao país vizinho por fortes ventos, e como uma visitante ilegal, a sua presença é uma verdadeira ameaça ao governo local. Encontrada por jovens e bons soldados de fronteira, liderados pelo capitão Ri Jung Hyuk (Hyun Bin), Se-Ri terá que se acostumar com sua nova vida, a sua nova identidade, até encontrar uma saída.

Pousando no Amor/Netflix – Reprodução

Paralelamente, o querido mocinho, Jung Hyuk está investigando a morte do seu irmão mais velho, num acidente ‘estranho’ por aquelas bandas. Essa persecução criminal levará o Capitão Ri num caminho tortuoso e complicador para uma possivel volta, de sua mais nova ‘amiga’.

Dessa situação brotará um carinho especial entre os protagonistas, o amor. Todavia, ambos levam uma vida peculiar, em seus respectivos países, que trafegam lados, literalmente, opostos.

Após várias tentativas frustradas, Capitão Ri e seus respectivos amigos soldados, conseguiram devolver Se-Ri a sua pátria amada. Mas, Yoon encontrará um cenário muito diferente do habitual, pois, para o Estado, ela está morta. Detentora de uma empresa multi-milionária, a Escolha de Se-Ri, a nossa protagonista precisará reconquistar o seu espaço no conglomerado financeiro e na liderança da empresa do pai.

O fato mesmo, é que esse bendito afastamento, deixará o nosso par romântico numa saudade só. Até que, o vilão da história – Eita!!! Calma que tem antagonista nesse enredo – foge da Coréia do Norte a fim de ocasionar dor, e ‘direitos’ perdidos após a partida de Se-Ri. E Ri utilizará todas as forças do mundo para impedir tal investida de seu arquiinimigo, Jo Cheol (Oh Man – Seok), inclusive, parando no país vizinho, a Coréia do sul.

Pousando no Amor/Netflix – Reprodução

O que Jo Cheol e Cia. não sabiam era a ascendência do Cap. Ri. O nosso querido protagonista é filho do responsável pela inteligência norte-coreana, ou seja, alguém com muito poder dentro e fora daquele país, logo, o bom senhor, ajudará o seu único rebento nessa empreitada.

Com um final digno de K-drama, Pousando no Amor apresenta um bom enredo, repleto de reviravoltas e muita dose de romance. Certamente, o programa encantará o espectador do segmento pela sua roupagem e linguagem atuais, digna de ótimas produções do gênero.

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *