Rede de Ódio (2020) | Crítica

Mesmo não sendo um conceito novo do cinema, os filmes chamados de thrillers tecnológicos ganharam verdadeira força quando a internet deixou de ser um instrumento militar e se tornou algo de acesso em massa e das massas.

Tivemos A Conversação, um dos melhores filmes do Copolla, que foi o primeiro filme a utilizar a tecnologia como arma de degradação e não soar datado mesmo depois do seu envelhecimento. Mas foi em 2010, com A Rede Social, que David Fincher, enfim, conseguiu fincar o que seria o gênero do futuro – e quando vemos Rede de Ódio, enxergamos tudo isso. Uma ótima surpresa polonesa da Netflix, é a certeza de que o futuro não é tão solar como esperávamos. Confira prévia:

Com uma trama simples, mas que ao mesmo tempo fica complexa com todo o seu desenrolar, acompanhamos o jovem Tomasz e sua ascensão numa empresa de publicidade especializada em criação de fake news e – como consequência disso – a destruição de reputações.

A jornada do (anti)herói de Tomasz é claramente refletida com a persona de Mark Zuckerberg. Se em A Rede Social vemos Fincher esmiuçar todos os problemas do criador do Facebook, aqui em Rede de Ódio fica na mão de Jan Komasa a direção para o personagem interpretado por Maciej Musialowski.

Vale um adendo para o que Maciej Musialowski entrega aqui. Mesmo com alguns personagens coadjuvantes interessantes, como outros totalmente desnecessários, é ele que carrega o filme nas costas e seu Tomasz consegue a façanha de fazer a plateia ter empatia pela repulsa que ele representa.

Rede de Ódio/Netflix – Reprodução

Com uma narrativa fria e precisa, Rede de Ódio pode parecer um filme cabeçudo na sua temática política e social. Mas é nos 15 minutos finais em que vemos o que Komasa e Musialowski são capazes, entregando um desfecho que além de catártico é totalmente satisfatório naquilo que o filme propôs desde seu começo.

Esse aqui além de um filme de autor também é um filme de ator. E não tem nada mais satisfatório no cinema que uma imersão completa de direção e atuação.

Classificação:

Vejam mais de nossas críticas:

O filme Rede de Ódio encontra-se no catálogo da Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *