The Boys – 1ª Temporada (2019) | Crítica

Imagina um universo onde os super-heróis são uma realidade! Já imaginou? Agora se eu te disser que esses mesmos super-heróis não são tão perfeitos como nas estórias em quadrinhos como a conhecemos! Onde salvar pessoas é nada mais nada menos que uma função deles! Onde outra função deles, é gerar lucros (lucros mesmo) como marca. Sim! Heróis são marca para vender qualquer coisa.

Neste mundo existe uma quantidade enorme de heróis. E todos ele, um dia, querem pertencer ao grupo chamado Os 7 (The Seven no original. Eles são como a Liga da Justiça da DC). Na frente do povo, eles são considerados os salvadores, mas basta os holofotes caírem que eles mostram seus lados egocêntricos, vaidosos e autoritários. Seus desastres e erros são maquiados por uma corporação chamada VOUGHT (eles cuidam da imagem deles perante a sociedade).

The Boys/Amazon Prime – Reprodução

É nesse caos que surge o nosso herói verdadeiro (se é assim que podemos chamar) que se junta a um pequeno grupo de pessoas que querem por um fim nessa grande mentira que são os super-heróis. Derrubar de uma vez por todas a ilusão, a adoração e a necessidade deles.

Essa é a premissa de THE BOYS, nova série da Amazon Prime, onde a Sony Pictures Television Studios e a Amazon Studios são as co-produtoras da série. A primeira temporada de The Boys foi lançada em 26 de julho de 2019.

Eric Kripke (Supernatural) assume o papel de showrunner e criador do programa, além de também cuidar da produção executiva ao lado de Seth Rogen e Evan Goldberg (Sausage Party), Neal H. Moritz, Ori Marmur, Pavun Shetty e James Weaver.

The Boys – Amazon Prime – Reprodução

Em seus 08 episódios nessa primeira temporada, podemos destacar a surpresa como ponto mais interessante. A estória não se prende a estereótipos. Mesmo que no início da trama tenhamos a noção de que os vilões são os super-heróis, também somos apresentados a situações bem humanas dos mesmos. Isso faz com que a estória siga muito bem, de forma concisa. Os efeitos (que são animalescos), a direção e a fotografia, em termos técnicos, formam uma combinação perfeita em conjunto da narrativa, sempre levando você, a cenas muito bem construídas.

The Boys – Reprodução

Uma das perguntas que os fãs fizeram foi se a extrema violência que havia nos quadrinhos de Garth Ennis (criador dos quadrinhos) teria na série televisiva e podemos dizer que sim! É comum cenas de cabeças estouradas, corpos dilacerados e situações totalmente deturpadas desses heróis. Assuntos de cunho sexual, como assédio, também é tratada na série. Por essas e outras que a trama tem tantas possibilidades e todas são exploradas.

The Boys – Amazon Prime – Reprodução

Com o elenco, a Amazon conseguiu montar uma equipe coesa visto que é uma mistura de nomes conhecidos e outros nem tanto. Karl Urban (Billy Bruto) tem claramente o aspecto da liderança em quanto Jack Quaid e Erin Moriarty nos traz outras visões necessárias da trama. Já os super-heróis ficam por conta de Chace Crawford (Profundo), Jessie Usher (A-Trem), Antony Starr (Capitão Pátria), Elisabeth Shue (Madelyn Stillwell) e Dominique McElligot (Rainha Maeve).

Com certeza, The Boys é um dos maiores acertos da Amazon Prime neste ano e já serve de paradigma de qualidade em que os serviços de streaming podem oferecer a seus clientes.

  • Produtores falam sobre a série The BoysSaiba Mais.
  • Veja o trailer da primeira temporadaSaiba Mais.

Classificação: 

The Boys chegou no dia 26 de julho no serviço de streaming da Amazon.

O que você achou dessa crítica??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *