The Mandalorian: Vale toda essa hype mesmo? | Editorial

Chegou na semana passada, a plataforma streaming da Disney e com ela diversos programas do estúdio, inclusive a série live-action da franquia Star Wars, The Mandalorian ou para a nossa boa tradução, O Mandaloriano.

O sucesso é tão grande pelo programa, que apenas na exibição do primeiro capítulo, o Co-Presidente da Disney, Alan Horn, cogitou fazer da série um filme. Contrapondo-se as palavras do Presidente, Bob Iger, ao comentar dias atrás que a franquia Star Wars “Menos é Mais.

Mas por que esse turbilhão de emoções? Simples. Para quem pôde assistir o programa, a hype é alta mesmo. Com valorização do material canônico, mesmo sem apresentar um Jedi ou Sith, sabres de luz, sentimos a essência do Universo Star Wars a cada minuto da série, levando a amantes da franquia à loucura. E se algo bom for ligada a saga, com certeza a perspectiva financeira é alta, ou seja, abrir-se-á um belo sorriso nos acionistas da Casa do Mickey Mouse. Afinal, eles ainda não tinham ideia de como tornar rentável a LucasFilm em suas mãos, fracassando paulatinamente em dois dos quatro filmes lançados.

Redondinho, coeso, com ótimos detalhes e referências a franquia, The Mandalorian é a certeza de que o Universo Star Wars, quando bem explorado, pode render muita grana. Será que a série poderá trazer bons ventos para o episódio IX, A Ascensão Skywalker?

The Mandalorian se passa cinco anos após “O Retorno de Jedi” e a escala da produção também rivalizará com a de Game of Thrones, da HBO, com a primeira temporada possuindo 8 episódios, custando cerca de US$ 100 milhões.

A nova série Star Wars chegou exclusivamente ao Disney Plus nos EUA. E ela será lançada no Brasil no segundo semestre de 2020, com a chegada do streaming por aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *