The Umbrella Academy – 2ª Temporada (2020) | Crítica

Aqueles que acompanharam e gostaram da primeira temporada da série da Netflix, The Umbrella Academy (Veja nossa crítica), não deverão ficar desapontados com a continuação que o serviço de streaming liberou no dia 31 de julho. A segunda temporada veio com uma pegada bem parecida com a primeira, inclusive a missão principal da família Hargreeves se mantém a mesma: Tentar impedir o fim do mundo!

Não, você não leu errado e se você já viu o trailer da segunda temporada, até já devia saber disso e caso não o tenha visto ainda, segue o trailer abaixo, pra você se atualizar:

Me desculpem se estarei dando spoilers, tento evitar, mas caso ainda não tenha visto a primeira temporada e não queira nenhum spolier é melhor parar de ler por aqui.

——————————————————SPOILER——————————————————–

Após o fracasso da missão principal na primeira temporada, Número 5 (Aidan Gallagher), tem a ideia de voltar no tempo com todos os seus irmãos, porém nem tudo sai tão bem quanto ele esperava e os irmãos apesar de chegarem ao mesmo lugar, acabam chegando em anos diferentes e isso causa uma confusão na linha temporal que gerá um novo final do mundo ainda na década de 60. E com a ajuda de Hazel (Cameron Britton), o Número 5 dos Hargreeves consegue voltar mais 10 dias, pra tentar juntar os irmãos e saber o que motivará o apocalipse dessa vez e e juntos tentar evitar esse novo fim do mundo.

Apesar da história da missão de impedir o fim do mundo pela segunda vez fazer parecer que falta criatividade aos roteiristas, a trama flui muito bem e a mistura que essa série consegue fazer de coisas que parecem leseiras/besteiras, com momentos violentos e com muito sangue. Momentos que se fazem presente, principalmente quando vemos os agentes da corporação em ação.E, sim, teremos novos agentes atuando novamente para tentar manter a linha temporal. Dessa vez são os bizarros trigêmeos Suecos (ao menos eles não usam aquelas mascaras que os agentes usavam na primeira temporada… também, nem precisam).

Os atores que interpretam os irmãos Hargreeves, parecem ter se conectado mais aos seus personagens e o fato de nós também já estarmos mais acostumados às suas respectivas personalidades, torna a segunda temporada ainda melhor de assistir, fazendo com que os 10 episódios passem rapidamente.

Quase todo o elenco voltou para esta segunda temporada, inclusive Colm Feore, interpretando o patriarca da família Hargreeves, Sir Reginald Hargreeves, que havia morrido logo no início da primeira temporada. A atriz Kate Walsh também volta a interpretar a Gestora da corporação que tenta manter a linha temporal intacta e a estrela do elenco Ellen Page segue no papel da Hargreeves Número 7, Vanya.

Pra mim, a série que havia sido uma grata surpresa em sua primeira temporada conseguiu melhorar, por isso até vou subir minha nota para essa segunda temporada.

Classificação:

Lembrando que essa não é uma simples série de super-heróis, as personalidades tão distintas dos irmãos, os traumas que sofreram e tudo pelo que tiveram que passar, fazem com que quase nem precisem de um vilão, ou um apocalipse, para nos entreter. E confesso que esses dilemas de viagens no tema com alterações temporais ajudam a prender minha atenção e, principalmente por conta do Número 5, vemos um pouco disso aqui. E isso gera ganchos muito bons para temporadas seguintes.

Vejam mais de nossas críticas:

A primeira e a segunda temporada de The Umbrella Academy encontra-se no catálogo da Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *