Universo Pop: “Excelsior!” | Artigo

Nossa singela homenagem ao Mestre.

É mais do que comum (quase uma regra) ouvirmos aqui no Brasil pessoas dizerem que tiveram seus primeiros contatos com a leitura por meio dos quadrinhos da Turma da Mônica. Também é fato que muitas dessas pessoas com o passar dos anos, na transição da infância para a adolescência, migraram suas leituras de entretenimento para quadrinhos mais aventurescos, com temáticas mais abrangentes e uma gama de personagens quase que infindáveis que podiam ser encontradas logo ali, numa banca de revistas próxima da sua casa. A partir desse momento essas pessoas foram apresentadas a um universo fantástico, criado por pessoas não menos fantásticas, repleto de deuses, semideuses, super-humanos e até mesmo pessoas comuns sem poderes especiais, mas detentores de um caráter e coragem que os alçaram ao patamar de seres humanos extraordinários.

Turma da Mônica/MCU/Mauricio de Sousa/Homenagem a Stan Lee – Reprodução

Dificilmente você, leitor dessa matéria, não teve, de alguma forma, contato com algum desses “super-heróis” ou passou ileso por essa experiência, seja através das próprias histórias em quadrinhos ou por animações e filmes que traziam esses personagens como protagonistas, fazendo com que muitas vezes, por meio das experiências vividas por esses personagens, você pudesse tirar lições para a sua própria vida. Mas talvez várias dessas pessoas que passaram por experiências como esta aqui relatada não entendam a verdadeira importância que teve Stanley Martin Lieber (Stan Lee) – que morreu aos 95 anos, na segunda-feira, dia 12 de novembro de 2018 [Anunciado também aqui, no SiriNerd] – na criação e consolidação desse universo, possibilitando que esses personagens se reinventassem ao longo do tempo, para assim fazer parte da vida de milhares de pessoas, transitando entre gerações, desde a década de 30.

Marvel Comics/X – Men – Reprodução

Stan Lee, juntamente com pessoas não menos importantes como Jack kirby (1917-1994) e Steve Ditko (1927-2018), contemporâneos seus, ajudou a estabelecer o que hoje conhecemos como Universo da Cultura Pop. Sendo criador e co-criador de dezenas de personagens, além de escrever e editar incontáveis quadrinhos desde o final dos anos de 1930, quando ainda trabalhava na extinta Timely Comics. Stan se tornou a maior referência da Marvel Comics e um dos principais responsáveis por expandir os horizontes da editora tornando-a uma marca bilionária e uma das de maior alcance mundial. Por isso não é exagero ver tantas pessoas consagradas do meio dizerem que sem a contribuição de Stan Lee nenhum deles seria o que são hoje.

Stan Lee/Marvel Comics/Artista Desconhecido – Reprodução

Mesmo situando grande parte de seus personagens na cidade de Nova York, Stan Lee, junto com seus parceiros de criação, soube universalizar sua criações, tratando, em suas histórias, de questões inerentes a nossa sociedade e a nós, meros mortais. Por isso personagens e equipes como Hulk, Homem-Aranha, Quarteto Fantástico e Vingadores de forma tão fácil e prazerosamente fizeram parte de nosso crescimento, nos ajudando inclusive, em nossa formação como indivíduos.

Stan Lee/Marvel Comics/Artista Desconhecido – Reprodução

Para os nós fãs ainda nos resta seus últimos trabalhos no MCU (Marvel Cinematic Universe), para prestarmos nossas homenagens e reverenciarmos mais uma vez ao mestre. E não só para os fãs, mas para todos aqueles que desejam conhecer o pouco de sua obra, Stan Lee deixou um legado que não perecerá. Muito ainda se falará no seu nome, e muitos que ainda nascerão irão querer saber quem foi esse homem, quando abrirem as histórias das quais se tornarão fãs e lerem “Stan Lee apresenta”.  Ressaltando que um homem se torna imortal através da obra que ele deixa para o mundo, nesse caso, Stan Lee nunca morrerá de verdade enquanto houver leitores de seus quadrinhos ou espectadores dos filmes que ele ajudou a produzir. Mas, como bem colocou Marcelo Forlani num vídeo recente para o Omelete, ainda pode ser reservado a nós fãs um consolo maior, ou talvez uma esperança, pois, em se tratando de Marvel, ninguém morre de verdade.

Stan Lee/Marvel Comics/Artista Desconhecido – Reprodução

Se quiser saber mais sobre a vida e obra de Stan Lee indicamos o livro Marvel Comics – a História Secreta e o quadrinho biográfico intitulado Incrível, Fantástico, Inacreditável. A Biografia em Quadrinhos do Gênio que Criou os Super-Heróis da Marvel.

O que você achou desse Artigo??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site…

Por  Eduardo Bringuel

5 Replies to “Universo Pop: “Excelsior!” | Artigo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *